criatividade é um ato de resistência

Todos nós nos perdemos eventualmente. Nos afastamos daquilo que faz nosso coração bater mais forte e, por vezes, esquecemos de quem somos e do que nos move.


Diante dos inimagináveis desafios que temos enfrentado nesta pandemia, reencontrar a nossa essência criativa e alimentar a nossa alma é, sim, uma forma de resistência, um jeito amoroso de recuperar e manter a esperança ativa – aquela esperança conceituada por Paulo Freire que, dizia, não vem de esperar, mas de esperançar.


Não à toa, o livro “O Caminho do Artista”, de Julia Cameron, é um sucesso em todo o mundo. Ele nos convida a despertarmos o nosso potencial criativo e rompermos bloqueios.


Em maio, começa a Turma 2 do “Caminhantes”, minha guiança para a leitura em grupo deste livro potente. Te convido a embarcar comigo, e outras desbravadoras, nessa jornada. Acesse aqui os detalhes da proposta (datas, horários e inscrições).


São vagas limitadas, então, não deixe para última hora.

Te espero! Vai ser bonito!


=)

Posts Relacionados

Ver tudo

Todo fim de ano eu escrevo uma carta de agradecimento pelo que vivi e uma carta com pedidos para o ano que vai chegar. É um jeito que me inspira a reconhecer o caminho percorrido, honrar as escolhas e

Lá se vão 40 anos daquele 18 de maio de 1981. Dia de Sol em Touro. Dia em que eu, solitariamente, nasci. Deixei o lugar estreito, porém conhecido e embalado pelo coração e pelo calor da minha mãe, par

Filha única com quatro irmãos, venho de uma família de certa, podemos dizer, vanguarda. O que hoje é tão banal, os meus, os seus e os nossos, era algo que eu tinha sempre que explicar. O meu pai, o pa