PALAVRA (s.f.) #2 - Sabedoria do Corpo

Neste segundo episódio do PALAVRA - Substantivo Feminino, Dani Moraes e Maria Barretto conversam sobre a sabedoria do corpo e sobre como, por meio de experiências sensoriais, é possível nos mantermos conectadas com conhecimentos ancestrais.


Maria, uma curiosa pelos mistérios do corpo, da alma e ciclos femininos, conta como foi o seu processo de descoberta e observação na natureza íntima e da potência da união verdadeira entre mulheres - árvores de grandes raízes que se conectam pelo útero e muitas vezes pulsam na mesma frequência.


O papo passa ainda pela falta de controle da potência da vida, que tem na pele a margem do ser, e pela busca de equilíbrio entre as energias femininas e masculinas em nós.


CLIQUE AQUI para ouvir


Se você quiser esticar essa conversa depois de ouvir o episódio, te espero no meu Instagram @danielemoraes.


Créditos:

Redação e produção: Daniele Moraes

Edição: Domenica Mendes

Direção de arte: Marco Brito


Letra da Maria Barretto:

Natureza Íntima: Fendas de uma mulher (Maria Barretto)

Liderança Shakti - O Equilíbrio do Poder Feminino e Masculino nos Negócios (Sisodia Raj, Bhat Nilima, Murh Diana) Porpouse for the feminist economy (Jennifer Armbrust)

A matrística: aqui e agora (Casilda Rodrigáñez Bustos)

Pariremos com prazer (Casilda Rodrigáñez Bustos)

Mulheres que correm com os lobos (Clarissa Pinkola Estés)

Ciranda das mulheres sábias (Clarissa Pinkola Estés)

A Prostituta Sagrada: a Face Eterna do Feminino (Nancy Qualls-Corbett)

Arte Da Magia Sexual (Margo Anand)

Filmes da Disney Mulan e Moana


www.naturezaintima.com.br

@mariabarretto._


Posts Relacionados

Ver tudo

PALAVRA (s.f.) #3 - Intimidade 

Uma coisa a gente sabe: intimidade é algo que, em geral, não acontece de repente nem de uma hora para outra. Para algumas pessoas, parece ser mais fácil aprofundar as relações - vide aspectos em Escor

PALAVRA (s.f.) #1 - Mudança

O primeiro episódio do PALAVRA - Substantivo Feminino chega para falar sobre um tema que mobiliza geral: mudança - a única constante da vida. Foram justamente mudanças inadiáveis que resultaram, inclu

Criatividade é um ato de resistência

Todos nós nos perdemos eventualmente. Nos afastamos daquilo que faz nosso coração bater mais forte e, por vezes, esquecemos de quem somos e do que nos move. Diante dos inimagináveis desafios que temos