alecrim

Você mudou todas as perguntas E minhas respostas não servem mais Foi você que me mostrou Que tudo pode ser novo

É que o novo é sempre bom Mesmo quando ele te afronta E te despe e ri de você

Mesmo quando o novo te exaure Ainda assim ele nutre e frutifica

Tua força e determinação Teu olhar meigo e explorador Tua coragem e teu aconchego Tua imaginação e tuas certezas Me ensinam numa velocidade Que não sou capaz de absorver

O perfume da tua infância O sabor das tuas alegrias A inocência do teu olhar Tatuagens de bem querer

Os caminhos você será capaz de abrir Um a um, todos que desejar E nessa caminhada Há de levar seu coração generoso Sua bondade autêntica E toda a sua meninice

6 de maio de 2018

#danielemoraes #textoafetivo #textoafetuoso #palavras #crônica

Posts Relacionados

Ver tudo

Criatividade é um ato de resistência

Todos nós nos perdemos eventualmente. Nos afastamos daquilo que faz nosso coração bater mais forte e, por vezes, esquecemos de quem somos e do que nos move. Diante dos inimagináveis desafios que temos

uma memória feliz

Tem gente que chama de nostalgia. Tem gente que acha que é apego, teimosia, saudosismo. Não sei que nome tem. Só digo que é nesse lugar sem CEP que encontro minha caixa postal de memórias, onde guardo

Uma brasa no meu peito

Antes de mais nada, devo lhe dizer que sou aquele tipo de pessoa que gosta de legumes no churrasco. Não sou vegetariana, ao menos não ainda – embora já tenha informações de que nós, os carnívoros, con