alecrim

Você mudou todas as perguntas E minhas respostas não servem mais Foi você que me mostrou Que tudo pode ser novo

É que o novo é sempre bom Mesmo quando ele te afronta E te despe e ri de você

Mesmo quando o novo te exaure Ainda assim ele nutre e frutifica

Tua força e determinação Teu olhar meigo e explorador Tua coragem e teu aconchego Tua imaginação e tuas certezas Me ensinam numa velocidade Que não sou capaz de absorver

O perfume da tua infância O sabor das tuas alegrias A inocência do teu olhar Tatuagens de bem querer

Os caminhos você será capaz de abrir Um a um, todos que desejar E nessa caminhada Há de levar seu coração generoso Sua bondade autêntica E toda a sua meninice

6 de maio de 2018

#danielemoraes #textoafetivo #textoafetuoso #palavras #crônica

Posts Relacionados

Ver tudo

Todo fim de ano eu escrevo uma carta de agradecimento pelo que vivi e uma carta com pedidos para o ano que vai chegar. É um jeito que me inspira a reconhecer o caminho percorrido, honrar as escolhas e

Lá se vão 40 anos daquele 18 de maio de 1981. Dia de Sol em Touro. Dia em que eu, solitariamente, nasci. Deixei o lugar estreito, porém conhecido e embalado pelo coração e pelo calor da minha mãe, par

Filha única com quatro irmãos, venho de uma família de certa, podemos dizer, vanguarda. O que hoje é tão banal, os meus, os seus e os nossos, era algo que eu tinha sempre que explicar. O meu pai, o pa